Profissional da beleza… Ter uma empresa ou atuar como autônomo?

Quais as vantagens e desvantagens entre ter uma empresa ou atuar como autônomo.

Se você tem está em dúvida entre abrir uma empresa ou atuar como autônomo, não desanime muitos empreendedores passam pelo mesmo dilema, mas neste artigo vamos tentar tirar suas dúvidas para você fazer a melhor escolha mostrando-lhe as vantagens e desvantagens de cada um.

  •  Como Autônomo:

Ser autônomo para alguém não tem vínculo empregatício com nenhuma empresa é a primeira opção para o empreendedor que está começando sua vida empreendedora.

Para você se tornar um autônomo prestador de serviços, é necessário fazer uma inscrição na Prefeitura de seu município que exigirá o recolhimento do ISS (Imposto sobre Serviços).

As empresas que o contratarem como autônomo prestador de serviços farão uma retenção de INSS no valor equivalente a 11% e outra de Imposto de renda retido na fonte em um valor que varia de 7,5% a 27,5% dependendo do valor de seus rendimentos.

Outro ponto importante é que a empresa que contrata os serviços de autônomo paga 20% de INSS sobre o valor dos rendimentos pagos ao autônomo (isso faz com que as empresa evitem a contratação de profissionais autônomos por conta dos “custos” por traz).

Abaixo fizemos um cálculo para simular o respectivo texto acima:

Exemplo 1 – Um profissional autônomo prestador de serviços recebeu R$12.000,00

Cálculo do INSS:

O valor máximo de contribuição para o INSS é de R$4.663,75 e como o valor do faturamento do profissional foi de R$12.000,00 a contribuição será em cima do teto.

Portanto 11% de R$4.663,75 é R$513,01.

Valor de INSS a ser retido: R$513,01

Cálculo do Imposto de Renda retido na fonte:

A retenção de imposto de renda é feita com base no faturamento diminuído o valor do INSS pago, observando a tabela do Imposto de renda.

R$12.000,00 – R$513,01 = R$ 11.486,99

Então: A base de cálculo para o IR é R$ 11.486,99 e esse valor se enquadra na alíquota de 27,5% (a alíquota máxima de tributação do mesmo).

Portanto: 27,5% de R$11.486,99 é R$ 3.158,92 e a parcela a deduzir (observar tabela de imposto de renda aqui) é de R$ 826,15.

R$ 3.156,92 -R$ 826,15 = R$2.332,77

Imposto de renda retido na fonte: R$2.332,77

Custo total do profissional autônomo: R$2.332,77 +513,01 = R$2.845,78.

Não calculamos o valor do ISS porque o mesmo varia de acordo com o município, mas adiantamos que este varia de 2% a 5% do faturamento.

 

  •  Como Empresário:

Mesmo exemplo – Um profissional com empresa individual prestadora de serviços recebeu R$12.000,00

Caso esta empresa esteja enquadrada no Simples Nacional e estiver na alíquota inicial o seu custo com tributos será de 6% do valor total do faturamento bruto.

Cálculo do Imposto devido no regime Simples Nacional:

6% de R$12.000,00 é R$ 720,00

Cálculo do INSS na mesma hipótese:

O valor máximo de contribuição para o INSS é de R$4.663,75 e como o valor do faturamento foi de R$12.000,00 a contribuição será em cima do teto.

Portanto 11% de R$4.663,75 é R$513,01.

Valor de INSS a ser recolhido: R$513,01

OBS 1: Neste caso não tem cálculo de Imposto de renda retido na fonte e o empreendedor só pagará Imposto de renda no ajuste anual caso deva o mesmo.

OBS 2: Neste caso também não há cálculo de ISS (Imposto sobre serviços), pois o mesmo já esta embutido no valor total do Simples Nacional.

Valor total dos custos do empreendedor com empresa individual:

R$ 720,00 + R$513,01 = R$ 1.233,01

Comparação:

Neste caso o custo de um profissional autônomo é muito mais alto que um empresário individual.

Autônomo: R$2.845,78

Empresário: R$ 1.233,01

Uma diferença de R$ 1.612,77

Agora que você já sabe as diferenças entre ser autônomo e empresário, é só ver qual a melhor opção para você!

 



Converse agora
1
Precisa de Ajuda?
Olá
Podemos Ajudar?
Powered by