Profissional Parceiro de Acordo Com a Nova Lei
14833
page-template-default,page,page-id-14833,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-17.0,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

CONTABILIDADE PARA PROFISSIONAL DE BELEZA

Abertura de Empresa, MEI, Regularização e Contabilidade Especializada em Profissionais de Beleza

Como me regularizar?

Se você é um profissional e trabalha dentro de um salão atendendo seus clientes com autonomia e impessoalidade, você é um profissional parceiro.

Com certeza já ouviu falar na Lei Salão Parceiro que trata dessa relação de parceria entre as duas partes envolvidas (salão parceiro e profissional).

Atualmente existe no Brasil uma realidade satisfatória tanto para o profissional quanto para o salão, e essa realidade se chama “Lei Salão parceiro”. Trata-se de uma Lei que foi aprovada no dia 27 de outubro de 2016 e entrou em vigor em 27 de janeiro de 2017. A Lei visa a regularização do setor no âmbito fiscal, trabalhista, estrutural e empresarial.

A Lei salão parceiro, nada mais é que a oficialização dos usos e costumes que já acontecem nos salões de todo o país. Usos e costumes esses que acompanham a profissão desde sua existência.

Funciona e sempre funcionou assim: O salão cede o espaço para a prestação do serviço, o profissional cede sua expertise, seu feeling, sua mão-de-obra propriamente dita, ambos com um objetivo em comum: Prestar o melhor serviço de beleza ao cliente. Na prática cada parte envolvida (salão e profissional) fica com um percentual definido previamente em acordo feito entre as partes antes do início da parceria, e consequentemente cada um deve recolher tributos em cima de sua cota parte recebida.
Partindo dessa premissa, os profissionais e o salão tornam-se Parceiros. Parceria essa que não se trata de uma sociedade e menos ainda de relação trabalhista. Trata-se única e exclusivamente de uma parceria para a prestação de um serviço a determinado cliente, cliente esse que acompanha o profissional por onde ele vai (caso o profissional mude de salão parceiro, o cliente normalmente acompanha o profissional).

 

Depois de entender como funciona o projeto regulador do setor da beleza, é importantíssimo que o profissional busque sua regularização, pois o maior beneficiado nesse cenário é o profissional. Afinal, o profissional que antes não tinha direitos, não tinha benefícios previdenciários, não tinha muitas vezes créditos nas instituições bancárias por falta de comprovação de renda. Passa a ser o protagonista da relação, afinal o negócio só funciona, se o profissional for capacitado, estiver regularizado e por consequência os dois parceiros crescem junto. Cada um com seu percentual definido previamente, recolhe seus impostos, suas contribuições previdenciárias, obtendo assim benefícios do INSS, acesso à crédito e acima de tudo um reconhecimento, uma regularização e a permanente saída da informalidade.

 

Para se regularizar, procure uma assessoria que entende do setor e está pronta para atende-lo nesse sentido.

Quer regularizar sua situação?

Entre em contato conosco: (41) 3209-7905
1
×
Olá,
Como posso ajudar?
WhatsApp